22 setembro, 2006

30 de Abril de 2006_Concurso de Bandas Ateneu Vilafranquense.


Nervos.Esta é a palavra que melhor define o que eu,e o que alguns meus colegas sentia-mos minutos antes de entrar-mos para o palco.Era uma coisa em grande.Uma entrada contada ao minuto.Estava impaciente para entrar.Era a primeira vez que a banda de caneças entrava num concurso de bandas.Lembro-me da alegria quando o maestro nos informou que "sim senhora a banda tinha sido selecionada para entrar naquele concurso".Tinhamos muito trabalho pela frente.Trabalhamos durante meses.E agora ali estavamos.Prestes a cumprir o nosso trabalho.Entrar.Sentar rápidamente.Tinha ouvido alguem dizer que não se deveria bater com o pé no chão(um hábito musical que tenho-feio por sinal- para sentir melhor a pulsação e o ritmo da música).Mesmo que me apetece-se bater o pé não podia,não chegava com os pés ao chão(por acaso é uma das coisas que me lembro,da forma das cadeiras).Alguem anuncia ao microfone:"E agora a banda da sociedade musical e desportiva de caneças".E a cortina abre.Devagar.O director da banda ou o maestro tinham dito acerca da plateia que parecia que estava pregada na parede.E parecia mesmo.Intimidava.Pelo menos a mim.E no meio da plateia umas luzinhas,o júri.A escrever,a escrever.
Tocamos o pasoble consuelo ciscar,para aquecer.Inda não estava a contar.
Depois a peça que escolhemos."Una Noche En Granada".Bonita,suave,requintada.Agora sim era a valer."Pianos suaves e fortes comedidos" tinham sido algumas das indicações do maestro.Assim fizemos.
De vez em quando deitava um olho ao júri.A escrever,a escrever.
Para finalizar a peça obrigatória "triunfo".
E as palmas.
A cortina fechou.


(não ganhamos o primeiro lugar nem nenhum do pódio,mas ganhamos experiência,responsabilidade e motivação para daqui a dois anos lá estarmos de novo ainda melhor..se isso for possivel)

Post by raquel sax

1 Comments:

At sexta-feira, 22 setembro, 2006, Anonymous Anónimo said...

um dia memoravel para a banda... nao ha duvidas!!!
falo por mim... os nervos eram tantos, a responsabilidade de solista cada vez mais me assombrava, o medo de falhar era tanto...
nao ganhamos nem o 1º, 2º ou 3º lugar, mas estivemos la, e mostramos que a banda e capaz de ir a um concurso onde bandas com um nome enorme e respeitadas a nivel nacional, estiveram a concorrer como a nossa banda, nao temos medo de novos desafios...
daqui a dois anos espero la voltar e desta vez, tenho a certeza, arrancar um lugar de merito, que a banda tanto merece!!!

ax. catia martins (flautista)

 

Enviar um comentário

<< Home